separate
Carioca, devoradora de bacon, estudante de RI com fortes tendências geeks, mochileira de carteirinha, viciada em pinterest e sonhadora de plantão.
banner ad
logo
Fernanda Maia

Peru - Dicas de Viagem

O Peru está nas promoções de passagens aéreas constantemente nos últimos tempos e é uma ótima oportunidade para conhecer esse país maravilhoso! Eu só posso garantir uma coisa: você vai querer voltar para lá mil vezes!
Então, como fiz com a Bolívia, resolvi fazer uma listinha das experiencias que você não pode perder nesse país andino  maravilhoso e                                                                                             algumas outras dicas importantes!


EXPERIMENTE INCA KOLA!
A Inca Kola é um refrigerante amarelo-ouro formulado a partir da lúcia-lima. Como a maioria dos refrigerantes regionais que fazem muito sucesso a empresa foi comprada (49% dela) pela The Coca-Cola Company, mas continua sendo o refrigerante mais popular do Peru. Para quem não é muito fã de bebidas doces talvez não seja a coisa mais deliciosa do mundo (você já experimentou o maranhense guaraná Jesus? É no mesmo estilo). Mas a verdade é que você não pode ir ao Peru e não provar o refrigerante amarelo deles!


COMA! COMA MUITO!
A gastronomia peruana é riquíssima e deliciosa. Então não deixe de provar o maravilhoso Ceviche (de preferencia das cidades costeiras, onde o peixe é mais fresco), a carne de lhama/alpaca e o surpreendente cuy. A verdade é que esse último é uma experiencia inesquecível (não necessariamente deliciosa), afinal, não é todo dia que comemos porquinhos da índia assados, com as patinhas, a cabeça e tudo! Admito que é ligeiramente nojento, mas tem gosto de frango e é tradicional do Peru, portanto, mais uma das coisas que você não pode deixar de provar!




NEGOCIE TUDO!
O pessoal é um pouco pior de negocio do que na Bolívia, mas não custa tentar, muitas vezes conseguimos boas pechinchas. Especialmente nos táxis, sempre negocie ANTES de entrar, os taxistas são muito espertinhos e não existe taxímetro no país.

GUARDE O COMPROVANTE DE ENTRADA NO PAÍS.
Ele será cobrado quando você sair e caso não esteja com o documento você pode ter que pagar uma multa.

FIQUE NO WILD ROVER.
Como sempre vou recomendar o Wild, o melhor hostel que ficamos ao longo do caminho. No Peru eles tem dois estabelecimentos, um em Arequipa, muito bem localizado e com piscina. Como a cidade é pequena o hostel não é tão animado quanto os outros, mas não deixa de ter o clima de festa. E outro em Cusco, tão grande quanto o de La Paz, todos os quartos (exceto os para  16 pessoas) possuem banheiro próprio, o bar é enorme e as festas magnificas. No grande estilo desse hostel irlandês apaixonante! Não esqueça de reservar antes pelo site deles, pois geralmente eles estão lotados. No post sobre a Bolívia eu citei o hostel Loki, que é no mesmo estilo do Wild , porém em Cusco o Loki fica no topo de uma ladeira bem alta, o que pode ser muito cansativo quando se está a 3400 metros de altitude. Em compensação eles tem um hostel muito bem localizado em Lima.

VÁ DE TREM PARA MACHU PICCHU
Por mais tentador que sejam os pacotes que as agencias oferecem pelas ruas de Cusco ir de trem é a forma mais segura e garantida de chegar na cidade sagrada (se você não for fazer a trilha inca, claro). Você mesmo pode comprar o seu ticket pelo site da Inca Rail. Descobri depois que todo mês cai pelo menos um carro turístico da estrada que leva até Águas Calientes, não vale a pena arriscar.

TENTE COMPRAR O INGRESSO ANTECIPADO PARA MACHU PICCHU E HUAYNAPICCHU.
Desde julho 2011 o governo peruano limitou a entrada ao sítio arqueologico para 2500 pessoas por dia, para manter o controle eles começaram a vender pela internet os ingressos. Eu admito que não consegui. O site deles geralmente não funciona e é uma dor de cabeça para os viajantes, mas quem sabe você não dá mais sorte que eu? Comprando antecipadamente você evita o risco de extorsão pelas agências de viagens e vai tranquilo, com sua entrada garantida. As entradas custam a partir de s/128 e estão divididas em 4 tipos: a cidade inca em si, as ruínas e o museu, as ruínas e a subida à montanha Huayna e, por fim, as ruínas e a montanha Machu Picchu. Obs: o site só aceita Visa.

ENCHA A CARA DE PISCO SOUR!
A cachaça peruana não é muito gostosa não (na minha humilde opinião), mas o tradicional coquetel feito com ela, o Pisco Sour, me conquistou! Existe uma disputa sobre a origem do Pisco Sour entre Peru e Chile, mas a verdade é que esse coquetel está para os cardápios peruanos como a caipirinha está para os brasileiros, entendeu?! Não deixe de experimentar, a bebida é tão forte que com dois você já sente o efeito do álcool. E se você curtir tanto quanto eu pode comprar garrafas de pisco para fazer em casa nos supermercados ou nas lojas turísticas de todas as cidades do Peru. Depois é só usar a receita de Pisco Sour.

EXERIMENTE A CHICHA MORADA.
Lá você vai encontrar muito milho. Eles tem mais de 35 tipos diferentes de milho. Os que chamam mais atenção são um branco grande (muito usado no ceviche) e um roxo. É, roxo. E é dele que se faz a chicha morada, um tipo de suco tradicional deles. Ferve-se o milho com canela e outras especiarias e depois se descarta a espiga. O suco é encontrado em quase toda esquina e lanchonete e tem um gosto diferente de tudo que temos no Brasil, não se engane achando que vai ter gosto de milho, longe disso!
Uma outra dica dada por um amigo peruano norteño é a de experimentar a chicha de jora, uma cerveja a base de  milho jora (mais um tipo diferente!) que só é encontrada no norte do país.


E aí, gostaram das dicas? Agora é correr para um site de promoções de passagens e ir conhecer esse país maravilhoso! Boa viagem e não esqueça de dar outras dicas aqui quando voltar.


0 comentários:

Postar um comentário

logo
Copyright © 2012 Champanhe e Gentileza.
Blogger Template by Clairvo